15 janeiro 2007

9h30min da manhã

Neste fim de semana adquiri um livro que já desejava ler algum tempo "O Retorno da Glória", de Randy Maxwell. Olha, é incrivel; a sinceridade expressa nos dois capitulos que li atá agora é muito clara e penetra bem na alma. E foi a inspiração para essa comentário, como também uma matéria sobre adoração que saiu na revista Adventista desse mês, escrita por Cláudio Hirle - A última prova.
Randy conta de um sonho que tivera onde estava junto com muitos pastores, teólogos numa espécie de reunião. E ele pergunta: "Que horas são?" Claro que não litaral, mas referindo-se dentro da cronologia do tempo do fim. E alguem responde: "9h30min.". Mas quando na verdade são meia-noite!
Já é meia-noite, mas estamos vivendo como se fosse 9h30m da manhã. Rogo o despertamento de todos nós quanto a esta solene mensagem. São meia-noite, a volta de Jesus está diante de nós. Ou como dizia os apóstolos "Maranata! - Vem, nosso Senhor."
Não digo que "precisamos", mas que "deveriamos" viver essa mensagem, Maranata! Ou seja, estarmos tão claramente convencidos de que são meia-noite, que viveriamos conforme a devida hora. De forma que a volta de Jesus é tão viva, clara, e breve que a nossa forma de cumprimentar e saudar as pessoas não poderia ser outra além de Maranata!
Não interessa se a IASD é a igreja remanescente de Deus, ou se você faz parte ativa dela. Isso não é garantia de nada. Da mesma forma como era o povo de Israel rumo a Canaã. Aquele era o povo de Deus. Aquelas pessoas eram parte ativida do povo de Deus, de Israel. Mas o que aconteceu? Uma geração inteira se perdeu, morreu, e não chegou na Canaã [tão perto]. E o mesmo risco está ao nosso redor, aliás, muito mais vivo do que imaginamos.
Os corpos daqueles homens estavam se decopondo na areia do deserto, enquanto que hoje, os corpos estão se decopondo nos bancos dos templos.
Ano passado passei por uma grave crise, recebi uma benção enorme de Deus - entrei na USP. Mas cometi o mesmo erro de Salomão, não porque não havia escapatória, muito pelo contrário, mas sim porque eu escolhi. E escolhi "olhar", "adorar" a bênção e não "o Doador". Tirei meus olhos do Senhor e repousei na Universidade. E quando me deparei, eu não mais lia a Biblia, minhas orações eram formais, meus relacionamentos estavão desfiando, estava isolado, fraco nas tentações, intemperante e meio que irritado.
É isto o que acontece quando tiro os olhos de Deus. E os respouso nessa vida, nas coisas desse mundo, nos meus interesses, no eu. Felizmente, voltei atrás no meio do ano. Porém, apesar de muita coisa já ter sido restaurada, o caminho da volta é sempre mais duro. Satanás não quer deixar que escapemos de suas mãos, e ao ver que estamos voltando para Deus, ele usa todo seu poder a fim de destruir-nos.
Por que precisamos de reavivamento?
Simplesmente porque a nossa vida e a vida de outras pessoas dependem disso. Os cristãos e a comunidade estão indiferentes. Por estarmos no período de Laodicéia, não é desculpa. Pois a mesma carta de Laodicéia repreende a igreja, dizendo o quão urgentemente necessitamos do reavivamento e diz como fazê-lo. Em outras palavras, a carta diz: "Vocês acham que são 9h30min, mas na verdade são meia-noite. Se preparem, antes que seja tarde demais, e vocês sejão vomitados."
Jesus nos diz claramente, para que "aquele dia não venha como ladrão." E muitos não entendem isso. Muitos dizem "quando for decretado lá o dia do domingo...", "quando cair a praga tal...", "quando Satanás aparecer...". Certamente, de certa forma, a vinda de Jesus para ninguém será algo tão inesperado. Diante de tais sinais, todos terão uma certa idéia de que algo de grande magnitude está para acontecer a qualquer hora.
O maior problema é que o dia da Chuva Serôdia venha como ladrão para muitos. Aí sim é que mora o problema. O dia do decreto, virá como um ladrão. Não porque ninguém espera o ladrão, ou ninguem acredita que o exista. Aliás, todos hoje acreditam muito que a qualquer hora apareça um ladrão. O problema é "estou preparado?" Jesus está rogando: "Não esteja entre os despreparados quando Eu voltar, e olha, já são meia-noite!"
O povo adventista tem estado num comodismo quanto aos "sinais". Meio que assim "agora que foi decretado; bem, agora sim, deixe me preparar." Quando a questão é "estarei preparado para o dia que isso acontecer?". Alguém se prepara para um vestibular do dia para noite? Alguem adquire o hábito de estudar a Bíblia e orar do dia para noite? Alguem adquire novos hábitos alimentares da noite para o dia? Quanto mais é a preparação para a volta de Jesus!!! E veja só, gosta de deixar para a última hora? Bem, a última hora já passou, lembre-se "o relógio marca MEIA-NOITE."
A preparação para chuva serôdia é agora, urgente, uma EMERGÊNCIA. Pelos sinais da chuva temporã, que percebemos a chuva que virá. Então adquiremos agora mesmo nosso guarda-chuva. Pois muitos, quando vier a Serôdia, estarão sem guarda-chuva, e teme-se que não há mais a venda.
............
[Paralalo relacionado, para refletir-se]
Na revista Adventista, é feito um paralelo as provas dos jovens hebreus e as tentações de Jesus no deserto. E vemos algo em sincronia:
Primeiro:
Daniel 1: tentação é o apetite
"Manda que estas pedras se transformem em pães" (Mat. 4:3e4)
Segundo:
Daniel 2: tentação é a revelação
"Se és Filho de Deus, atira-Te abaixo, porque está escrito..." (Mat.4:5-7)
Terceiro:
Daniel 3: tentação é a adoração
"Tudo isto Te darei se, prostrado, me adorares" (Mat.4:8-10)
O texto todo é incrível, mas eu destaco esse trecho:
"Restaurar os princípios da reforma da saúde e fortalecer o espírito com as verdades das Escrituras, por conseguinte, nossas urgentes necessidades." (p.13)
.............
Devemos tomar uma decisão PESSOAL urgente. Não espere o pastor tal fazer ou dizer tal coisa para então tomar sua atitude. Não espere isso ser moda, para imitar. É algo que começa somente em você e por você. Doze pessoas foram enviadas para avistar a terra prometida, e ao voltarem 10 reclamaram, temeram, e vacilaram; essa foi a moda, e todo o povo pranteou a noite toda. MAS, Calebe não. Não importa se há tantos milhões de adventistas no mundo do jeito que estão. Considere a frase: "Mas, Calebe não." (coloque o seu nome). Por resultado, o povo que seguiu a moda, morreram no deserto - "tão perto". Mas Calebe não, ele entrou, pisou com os dois pés na terra prometida.
Vamos! Rumamos a Terra Prometida, pois já são meia-noite.
Roguemos pelo reavivamente, pelo Espírito, pela Chuva Serôdia. Consagremos todo o nosso corpo (templo do Espirito Santo). Coloquemos as rédeas em nossa lingua e mente. Que Jesus seja a nossa lingua; A Canaã Celeste os nossos olhos; Os anjos adorando a Deus os nossos ouvidos; A obra os nossos músculos; O aroma da santidade o nosso nariz; as Escrituras o nosso estomago; e a oração nossos pulmões!
Como isso pode ser feito?
Eu e você não temos força alguma que possa produzir tal feito. Unicamente Deus é o doador dessa graça. Prendemo-nos na promeça de Jesus "pedi e ser-vos-a dado." Roguemos a Deus, roguemos pelo reavivamento, pela fé primitiva; por vontade de estudar a Palavra, de orar, de contemplá-Lo. Quando menos temos vontade de orar e buscar as Escrituras é quando mais necessitamos.
Lutar contra o inimigo, voltar no caminho é dificil. Muitas vezes é uma batalha ardorosa, dura. Mas lute confiante de que a batalha já foi ganha na cruz e que o mesmo Cristo que venceu, nos dá poder para vencer. Resistai ao inimigo. Quando você resiste as suas tentações ele se espanta e treme de medo, pois ele vê em você o mesmo Cristo que o resistiu no deserto. E chega uma hora, que de tanto resistir, ele desisti (mas "fica ao derredor bramando como leão..."), pois não tem coragem de olhar para um filho de Deus que reflita a imagem de Jesus, um vencedor.
Por que não orar agora mesmo? Assim como Jacó, não desgrude, lute até que a bênção seja derramada. Até o poder de Deus ser derramado. Até a batalha ser vencida. Até o mau hábito ser superado. Até o primeiro amor ser restaurado.
Busque e encontrareis, quando buscá-Lo de todo coração. E Jesus, a verdade e a vida, vos libertará.

1 comentários:

Denize disse...

Linda mensagem q Deus continue te iluminando...